quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Old man and the hole in the wall

http://www.youtube.com/watch?v=Xx8vCy9eloE


video
Olá queridos nômades e nativos, as águas de janeiro “abriram” o verão?
Não irei discorrer sobre o fato, que já é corriqueiro e como disse o Ricardo Amorim:
“Se as eleições, no Brasil, ocorrerem em janeiro as fatalidades advindas do “choro da natureza” serão no mínimo “minimizadas””.
Se dizes...............
Bem, o melhor da semana chegou via e-mail de meu amigo “ermitão” de Barra do Piraí.
A primeira trata de um vídeo da empresa Telia intitulado “Why old men need cell phones” e se trata de mais um show de criatividade e humor das agências de propaganda. Deve ser criação da visão publicitária genial do Olivetto europeu.
E a outra é um vídeo postado no Youtube cujo título é “O buraco no muro” e que seria um plágio redundante tecer comentários.
O interessante é que ambos trata de tecnologia e toda essa necessidade de “still alive” no mundo connecting people .

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Bullshit



Olá nômades e nativos!
Espero que todos estejam na paz e que 2011 reflita os frutos da “simbiose” entre o desejo e o mérito de cada um.
Há alguns dias recebi um e-mail de meu grande brother “gaulista” (gaucho&paulista) no qual ele comentava sobre meu blog :
-Desde o dia 15 de dezembro nada?
Eu respondi :
-....a inspiração está de férias. Quem sabe algo acontece e teremos novidades no blog.
É claro que vários fatos relevantes ocorreram, em nosso belo planeta, neste início de 2011 e alguns mereciam alguma reflexão ou publicação, mas neste dias de verão , entre o teclado e a praia, a preguiça e o desejo insistiam pelo segundo. Aliás é bastante engraçado observar as pessoas com suas máquinas digitais, tirando fotos até de tatuí e correndo para um Cyber , hotel , pousada ou casa de praia ( onde alguns já estão com a síndrome do three days after), embaladas no afã de publicar, ou documentar, sua “obra” nos sites de relacionamento; é a “cloud computing” de risos, poses, festas, paisagens, namorados etc; globalizado e dentro das fronteiras do relacionamento digital de cada tribo. É a utilização frenética da tecnologia para aliviar a “tensão” dos momentos de lazer. Afinal o mundo contemporâneo exige a conectividade perene . Será?
Pensando em tecnologia , conectividade e sites de relacionamento, a emissora de televisão de maior capilaridade na terra brasilis insiste na receita dos “reality no sense show” e teremos o BBB11, o retorno ou quem sabe a vingança.
O programa de trainee para supostas celebridades onde o público, similar ao que ocorria nos circos da Roma antiga, confere aos vencedores o futuro emprego que está garantido em uma revista “masculina”, em festas e eventos badalados, novelas, Domingão e por aí vai.
É bem complicado dizer não quando a grande maioria diz sim e quando este sim é bancado por quem detém o poder dos meios de comunicação, mas sinceramente não consigo assimilar algo tão insipiente como BBB, Fazenda e outros "lixos" by telinha.
É claro que muita coisa boa rola na televisão aberta e não quero aqui parecer radical, retrógado ou algo do gênero, todavia entendo que a responsabilidade dos meios de comunicação é algo que vai mais além da diversão e informação pois estes de maneira direta ou subliminar influenciam ,direta ou indiretamente, comportamentos, costumes, culturas e até escolhas.
É lógico que todo ser humano é dotado de discernimento e bom senso, cabendo a cada um a decisão do seu melhor , mas não podemos esquecer que :
“Tudo nos é lícito mas nem tudo nos convém”.
Para mim Big Brother é o Desmond Mpilo Tutu que fez um pronunciamento brilhante no evento de entrega da premiação dos melhores jogadores do mundo, patrocinado pela FIFA.
Para mim Big Brother é o motoqueiro que ajudou uma mulher e sua mãe a saírem do carro em uma enchente e que ao ser perguntado pela repórter:
- você foi bem corajoso?
Ele respondeu:
- que nada, isso foi coisa lá de cima.
É isso aí galera, minha orelha irá pegar fogo e tenho também uma mãe digital mas como disse o Big Brother Voltaire:
"Não concordo com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até a morte o vosso direito de dizê-la."
http://www.youtube.com/watch?v=XtiXiYMS86U&feature=fvsr
Em tempo : a ilustração deste post foi copiada do site http://bbb.globo.com/